Fotografia: theMAKKY/HLTV.org

Esta segunda-feira (4 de dezembro), Jan “⁠Swani⁠” Müller anunciou que irá abandonar o comando técnico da G2 Esports após a BLAST Premier World Final.

Swani juntou-se à G2 em agosto de 2019, assumindo inicialmente o papel de analista e, mais tarde, o de treinador assistente. No final do ano de 2022, a equipa de Counter-Strike da organização alemã vivia uma fase instável, que levou à saída de Rémy “⁠XTQZZZ⁠” Quonia, e Swani assumiu o comando técnico como treinador interino.

A verdade é que rapidamente as melhorias começaram a surgir, e o conjunto europeu consegui conquistar a BLAST Premier: World Final 2022, o que levou a organização alemã a oficializar o alemão de 28 anos como treinador principal de forma permanente. No início de 2023, a G2 voltou a erguer um troféu, desta feita o da IEM Katowice 2023 e, mais tarde, em agosto, sagrou-se campeã do IEM Cologne 2023.

A entrada de Swani na equipa teve um impacto positivo e, a equipa de Counter-Strike da organização alemã conseguiu vários lugares cimeiros nas diversas competições em que participou.

Na publicação feita pelo técnico alemão nas redes sociais, este revela que a decisão de deixar o cargo partiu dele, explicando que este período teve um grande impacto sobre ele. “Chegou a hora de cuidar de mim e dos meus entes queridos. Fui-me sentido gradualmente pior ao longo do ano, e isso teve um grande impacto sobre mim” afirmou Swani.

O último torneio de Swani como técnico da G2 Esports irá ser a BLAST Premier World Final, competição que será disputada em Abu Dhabi entre os dias 13 e 17 de dezembro, e onde o treinador alemão irá procurar sair pela porta grande, com um triunfo no torneio que conta com um prize pool de $1 000 000.