MUTiRiS SAW
Fotografia: SAW

Na tarde desta segunda-feira(4), a SAW venceu a Zero Tenacity e segue em frente na lower bracket do CCT Online Finals 5. Após a partida, em declarações à RTP Arena, Christopher “MUTiRiS” Fernandes abordou alguns problemas que a equipa sofre.

Primeiramente, o capitão começou por visar que a equipa tem estado muito forte no T Side do Anubis, visando que a partida foi mais tranquila, apesar de continuarem a revelar problemas nas rondas de pistolas.

“Nós estamos a tentar variar e fazer rondas de pistola em que nos sentimos mais confortáveis. A questão é que estamos sempre a tentar mudar e, talvez, seja preferível arranjar um leque de pistols em que estejamos confortáveis. No geral, todos precisamos é de dar mais bala nestas rondas”, explicou.

Os problemas do Tier 2

Questionado sobre o foco das últimas semanas, Christopher “MUTiRiS” Fernandes explicou ao detalhe: “Basicamente, tivemos quatro dias seguidos com oficiais. Fazemos dois dias de pausa, após oito dias de bootcamp, e depois um dia a treinar e, a partir daí, temos constantemente oficias. A grande diferença está no tempo de treino que conseguimos ter.”

“Reparem, em cinco dias, consegues ter um dia de treino e o resto são quatro dias de oficiais. O que acontece é que quando temos tempo para treinar, conseguimos ficar numa boa forma. Quando estamos constantemente em oficias, vamos perdendo gás. Tudo o que isso envolve tem influência e é algo que precisamos de trabalhar. Nós sofremos um bocado do Tier 2, em que estamos a dar grind de uma maneira que não é perfeita nem saudável. Perfeito seria termos tempo para treinar e preparar para um ou dois BO3″, continuou.

Por fim, o warrior explicou que o objetivo da SAW passa agora por tentar a qualificação para o YaLLa Compass 2024. Os portugueses voltam a entrar no servidor esta terça-feira(5), para mais um duelo no CCT Online Finals 5.